Resenha: O jogo da detetive

o jogo da detetiveTítulo: O jogo da detetive

Autor: Tey de Louré

O livro que lembra um pouco os enrredos de Agatha Christie, conta a história de Louise, uma jovem que  tinha sido convidada a passar uma semana na casa de uma amiga Marilu, para poder ajudá-la, pois a mãe, Suzana, desta havia morrido há quatro anos e ela ainda não tinha conseguido esquecer a tragédia.

Os dias em que estave naquela casa, estavam tristes, nublados e coisas estranhas aconteciam. Alguns pertences de Suzana foram encontrados com Ivan e Domingo, deixando todos assustados. Nos dias que se seguiram, houveram novos “presenteados” ao mesmo estilo, então Louise resolve investigar o caso e descobre que todos os habitantes daquela casa tinham ao menos um motivo para assassinar Suzana: inveja, ódio, amor não correspondido e até por fanatismo.

Louise também descobre que Suzana fora assassinada no fim da escada e Karla estava desmaiada no hall, além de encontrar algumas cartas onde revelava que a falecida traía seu marido e ele também a traia.

Na última noite em que fica na casa, Karla ouve passos no corredor, alguém abre a porta do quarto de Meliça e ao sair para ver, ela é atacada no hall, caindo rolando e se debatendo contra alguém na escada. Meliça e Karla ficam desacordada, Louise une os fatos e descobre que Clara matou Suzana e atacou Meliça. Clara tenta fugir e tropeça em cálice, fazendo-a cair do hall e falecer no salão.

Após resolver o caso, Louise, filha do renomado detetive, Tomas Colman, retorna para sua casa.

lena rico

Gostou? Não esqueça de curtir e compartilhar:

Deixe uma resposta