Resenha: A pedra encantada de Brisigamen

A pedra encantada de BrisingamenTitulo: A pedra encantada de Brisingamen

Autor: Alan Garner

Sinopse: Perseguidos por estranhas figuras na Borda de Alderley, Colin e Susan são salvos por Cadellin Argentesta, um mago que os leva para as profundezas das cavernas da Filadélfia. Lá, estão adormecidos cento e quarenta cavaleiros, aguardando a hora em que deverão erguer-se e defender a Inglaterra do maléfico Nastrond; estão guardados pela mais poderosa magia já conhecida no mundo, que malefício algum jamais poderá destruir, um encanto cujo coração está encerrado em Fogofrio – a pedra encantada.

Era outubro, um fazendeiro de Mobberley atravessava a colina de Alderley a caminho da feira de Macclesfield.  Ao se aproximar da Caverna dos Ladrões, sua égua branca, Cheshire, para subitamente apavorada. Um velho barbudo surge querendo comprá-la, porém o dono se recusa, preferindo vendê-la na feira e o velho mago avisa-o que ninguém além dele iria comprá-la e caso mudasse de ideia, poderia voltar que ele a compraria.

Assim como o mago rogou, ninguém quis comprá-la, fazendo com que o fazendeiro retornasse até até a Caverna dos Ladrões para oferecer a égua. O mago paga-o com várias pedras preciosas e leva o animal para um lugar nas profundezas do subsolo, para se juntar a outras 139 éguas e dormir um sono longuissímo.

Após o misterioso prefácio, a trama se desenrola com os irmãos Colin e Susan, que vão passar um tempo na casa da ex-governanta de sua mãe. O local, isolado dos centros urbanos, tem um toque de serenidade, mas coisas estranhas começam a acontecer, como uma estranha mulher que insistiu loucamente em dar uma carona aos dois, mesmo sabendo que estavam perto de casa.

A curiosidade das crianças é mais forte que a lendas acerca das misteriosas Cavernas dos Ladrões, assim elas não perdem tempo e decidem vasculhar os morros a sua procura. Nessa expedição infelizmente elas topam com estranhas criaturas descarnadas e sombrias que começam a perseguí-las. O azar acaba apenas quando Colin e Susan são salvos pelo tão grandioso “Mago”, que por fim os levam para as profundas cavernas de Fundindélfia.

Essa estranha caverna guardava em suas profundezas, cento e quarenta guerreiros, que adormecidos esperam pela batalha que se erguerá durante a volta de Nastrond, o grande espírito das trevas. Para que os guerreiros pudessem resistir ao tempo, um grande encantamento, tão poderoso que nada poderia quebrá-lo, foi selado no coração de uma pedra, nomeada Fogofrio. Porém Cadellin, o “Mago”, a perdeu, tudo graças a avareza de um fazendeiro. Colin e Susan, aflitos e ansiosos com a história, tomam para si a missão de encontrar e resgatar a pedra, mas para isso precisarão de muita coragem.

Os garotos descobrem que o Fogofrio era a Lágrima(bracelete) que Suzan havia ganhado de sua mãe, mas pessoas muito perigosas também já haviam descoberto e estavam a sua procura, restando aos jovens, proteger a si mesmos e a Lágrima para devolve-la ao “Mago”.

lena rico

Gostou? Não esqueça de curtir e compartilhar:

Deixe uma resposta