Resenha: O homem no teto

ohomennotetoTítulo: O homem no teto

Autor: Jules Feiffer

Sinopse: O homem no teto é um prazer a que não estamos acostumados: um livro para jovens escrito numa relação de igualdade com os leitores. O humor característico de Feiffer e a percepção penetrante como um laser com que ele desvenda o mecanismo de motivações das pessoas – marcas registradas de toda a sua obra – estão luminosamente presentes neste livro. O homem no teto capta com a pontaria certeira de um soco do Batman as primeiras manifestações apaixonadas da sensibilidade em formação de um garoto criador de histórias em quadrinhos

O homem no teto é uma história bem divertida, fácil e rápida para ler. Ela mistura textos por extensos  com historia em quadrinhos, fazendo uma combinação perfeita.

A históia fala sobre Jimmy era um garoto de quinta série que nada se importava além de desenhar e fazer histórias em quadrinhos. Para ele, acertar uma questão ou errar, eram a mesma coisa.

Tinha uma irmã na sexta série, mandona e sabida e até intrometida. Em suas histórias em quadrinhos Indiana Jones era seu pai, mas só até Lisi, sua irmã, contar a ele. Então ele cria o Mini-Man, que também era seu pai.

Conhece então Charley, um garoto que conquistava todos e por causa  dele Jimmy precisou desenhar mãos. Ele era uma catástrofe em mãos, mas Charley foi dando ideias e ele desenhando.

Quando Lisi soube da amizade de Jimmy não gosta nem um pouco. O garoto inventa histórias a Susu. Tio Lester, como cantor tentava sempre e fracassava, o pai de  Jimmy sempre caçoou dele, até que Lester conseguiu cantar no Broadway.

Mas logo foi jogado para fora. O desanimo  o invadiu e quando ia embora do jantar, Jimmy o chama para o porão e mostra a história em quadrinho, feita por ele mesmo: “O homem no teto”, inspirado no fracasso de seu tio Lester.

A mãe olha-os, os dois riam e cantavam. Jimmy abre um envelope onde tinha desenhado uma mão perfeita.

 

lenarico

Gostou? Demonstre gratidão:

4 comentários sobre “Resenha: O homem no teto

    1. Thanks for reading our posts and thank you for the compliment. It is very nice to receive comments like this, but also feel comfortable if you want to leave some criticism. Be always welcome. Hugs.

      1. Plagiado do google esse começo aí, hem? Mais originalidade, eu, como leitor, estou em busca de coisas novas quando vou ler um resumo.

        1. Olá Ronald Moura, tudo bem?
          Agradeço por expor sua opinião, pois me importo bastante com o que meus leitores pensam sobre o blog. Tanto que me dedico muito em relação a qualidade, referências e autenticidade do conteúdo que produzo e compartilho aqui.
          Não creio que haja plágio nesta resenha, já que uma resenha é uma analise pessoal sobre um assunto ou produto.
          Mas caso você tenha certeza que o conteúdo em questão é um plágio, você pode entrar em contato através da página Denuncie e informar o site com o conteúdo que você acredita que seja o original.

Deixe uma resposta