Resenha: Sábado à noite

sabadoanoiteresenhaTítulo: Sábado à noite

Autora: Babi Dewet

Sinopse: Essa é uma história complicada. Uma história sobre amor e amizade. Uma história sobre jovens descobrindo seu papel no mundo. Amanda é uma adolescente como tantas outras, e ela não tem culpa de ser popular e a menina mais bonita do colégio. Isso simplesmente aconteceu quando ela cresceu. Seu melhor amigo de infância vive se metendo em encrencas com seu grupo bagunceiro. E, apesar de serem como irmãos, eles não se falam em público.

Sábado à Noite é um romance infanto-juvenil que nasceu como fanfic, (que você pode ter acesso a esta através do Fanfic Addiction) pela blogueira e escritora Babi Dewet. A história já fazia sucesso antes mesmo de ser editado e publicado pelo selo Generale, da Editora Évora.

SAN conta a história de Amanda, a garota mais bonita e desejada do colégio, assim como suas melhores amigas: Carol, Anna, Guiga e Maya. Mandy outrora havia sido uma garota normal, que andava de All Star e calça jeans e passeava por aí com seu amigo de infância Bruno… Mas o tempo foi passando, tanto ela quanto o garoto foram crescendo e cada um tomou um rumo diferente…

Ela, conheceu suas atuais amigas e se tornou uma garota muito popular, pertencente a nata da sociedade escolar, enquanto Bruno, conheceu novos amigos, Daniel, Fred, Rafael e Caio, que juntos passaram a ser conhecidos por Marotos, apelido relacionado com o livro Harry Potter – quem não se lembra do Mapa do Maroto?

Os Marotos de SAN eram meio nerds, meio descolados, ficando entre intelectuais e baderneiros. Eram conhecidos pela escola toda por sua má reputação… Não que eles não fossem bons garotos, mas acontece que as pessoas os achavam esquisitos por não serem como todo mundo, e como eles mesmo diziam, “eles eram apenas uns plebeus”.

A chance de mudar tudo surgiu quando o diretor do colégio decidu realizar bailes no colégios aos sábados à noite. De início não acharam algo legal, mas depois pensaram que seriam notados pelas meninas se montassem uma banda… Decidiram falar com o diretor, mas este discordou, devido a má fama deles. Decidiram então, usar o plano B, Fred que era mais “intimo” com o diretor, indicou a banda Scotty: um grupo composto por cinco garotos mascarados – que sim, obviamente eram os Marotos.

A banda passou a cantar todos os sábados à noite no colégio sem que ninguém visse seus rostos, sem que ninguém soubesse quem eles eram… As meninas ficavam todas apaixonadas pelos integrantes, anciosas pela entrada da banda e derretidas pelo guitarrista. Scott tocava música que lia a mente de todos que estavam alí, eram músicas realmente emocionantes… Amanda sentia que estavam cantando para ela, mas não tinha como ter certeza…

Nada podia unir garotos excluídos socialmente com garotas belas e populares além do destino… Foi então que a professora de Arte decidiu criar um trabalho um tanto quanto inusitado: as turmas seriam divididas em pares e cada dupla deveria fazer uma música para que fossem aprovados de ano.

Cada um dos Marotos formaram dupla com uma das amigas de Amanda que era a dupla de Daniel. Graças aos trabalhos de Artes, as meninas passaram a conviver mais com eles, tendo que enfrentar as diferenças sociais e acabam até mesmo aprendendo a odiá-los um pouco menos…

Ao longo da história, Amanda se envolve com Daniel, porém, às escondidas, sempre tentando acobertar este relacionamento,  pois uma de suas amigas, Guiga, dizia também gostar dele. Divida entre o amor e amizade, Amanda não sabia que decisão tomar além de esconder a verdade pelo tempo que pudesse, mesmo que doesse… Mas até quando Daniel iria aceitar tudo isso?

Ao contrário da maioria das histórias de adolescentes, você não vai encontrar nada sobre drogas e sexo explícito em SAN, mas sim uma história de amor ingênua, de jovens que valorizam a amizade e estão cheios de problemas tentando superá-los, tentando quebrar as barreiras que os impede de ficarem juntos.

Achei a história legal, mas juro que esperava mais do livro, pois achei que a história ficou muito focada em Amanda, que na minha opinião é uma garota muito superficial que só consegue ver o lado dela, esperava que o livro fosse fazer algum mistério sobre quem eram os garotos da banda, porém logo de início fica explícito para o leitor que os Scotty são os Marotos. Mas mesmo não sendo do jeito que eu achei que fosse, admito que gostei de SAN e especificamente dos Marotos, quer dizer, dos Scotty.

Com a intenção  de agradecer todo o carinho que recebe do público, Babi produziu um conteúdo extra para deixar Sábado à Noite especial e com um gostinho de realidade. Aqueles que comprarem um exemplar de SAN, tem direito a fazer o download do CD SAN 2012 de DeLorean e Brenda Dewet, que contém 5 músicas feitas especialmente para o livro, sobre o livro. Como eu comprei meu exemplar, pude fazer o download do CD e achei as músicas bem animadas e fofas. Minha preferida se chama: “Ao seu lado”.

Quem não comprou o livro e não pode fazer o download, pode conferir as músicas pelo youtube pelo vídeo do canal GD Entretenimento:

Ah! Já ia me esquecendo… A Babi ainda preparou mais uma coisa legal para SAN: um booktrailler. Confira!

Fonte: imagem

autora Lena Rico

Gostou? Demonstre gratidão:

2 comentários sobre “Resenha: Sábado à noite

    1. Oh! Thank you.
      I’m really happy you liked so much our blog. I will not confirm anything at the moment, because as the blog is written by me and Ana, I need to know if she agrees.
      Anything we contact you via e-mail. Kisses.

Deixe uma resposta