Resenha: O garoto da casa ao lado

ogarotadacasaaoladoTítulo: O garoto da casa ao lado

Autor: Meg Cabot

Sinopse: O garoto da casa ao lado é o novo livro de Meg Cabot, autora da série O diário da princesa, um fenômeno mundial da literatura juvenil que já vendeu mais de cem mil exemplares no Brasil. Neste novo romance, a autora mistura amor, comédia e suspense aliados ao estilo nova-iorquino, e não decepciona seus fãs.

Escrito em forma de mensagens de e-mail, ‘O garoto da casa ao lado’ revela a história de Melissa Fuller, uma jornalista de celebridades que está prestes a perder o emprego. Numa certa manhã, Mel está 68 minutos atrasada para o trabalho, completando assim seu 37º atraso no ano. Um recorde. O departamento de Recursos Humanos já lhe mandou um memorando oficial sobre o assunto, seu chefe duvida seriamente do seu compromisso com o jornal e, além disso, até sua melhor amiga anda preocupada com seu bem-estar psicológico. Contudo, dessa vez, ela tem uma desculpa de verdade – estava socorrendo Helen Friedlander, sua vizinha de oitenta anos, que entrou em coma após levar um golpe na cabeça, em conseqüência de um misterioso atentado.

O livro, que é escrito em formato de e-mails, conta a história de Mel Fuller, uma jovem jornalista de celebridades do New York Journal, que está passando por diversos problemas, tanto no trabalho como no amor. As coisas ficam ainda mais complicadas quando sua vizinha Helen Friedlander, é agredida misteriosamente e acaba ficando em coma.

Como Sra. Friedlander só tinha um único parente, um sobrinho fotográfo, que era muito ocupado e não estava na cidade, Mel decide cuidar dos animais dela para que tudo esteja no lugar quando está acordar… Cuidar do cão dinamarquês e dos dois gatos da Sra. Friedlander não estava sendo tão fácil como ela imaginava que fosse, os bichinhos estavam ocupando grande parte de seu dia, portanto Mel decide ligar para Max Friedlander, o sobrinho de sua vizinha.

Acontece que Max era um cara muito fútil e frio, que estava tirando férias por conta própria com uma It Girl e super modelo do ano passado, a Vivica. Para não voltar as pressas para cuidar de sua tia, pede para seu amigo John Trent, que estava devendo-lhe uns favores para fingir que era ele e cuidar dos bichinhos de sua tia para que a vizinha ruiva dela parasse de encher suas paciências.

Jonh, que pertence a uma família muito rica, sempre negou viver do dinheiro herdado de seu avó, trabalhando para se sustentar como repórter da Chronic, o jornal rival do jornal onde Mel trabalhava. Melissa explica tudo sobre como cuidar dos animais da Sra. Friedlander e vai visitá-la junto com Jonh, quem ela acredita fielmente que seja Max Friedlander.

Mel espia John pela janela de sua casa e descobre todos os seus hábitos, com tempo e o convívio eles acabam se apaixonando… Mas qual será a reação de Mel ao descobrir que seu amado não é Max Friedlander e que ele a enganou por todo esse tempo? Será que ela irá aceitá-lo mesmo assim? Será que o amor pode ser construído sobre mentiras? Leia O garoto da casa ao lado e se apaixone também por essa emocionante história.

*O livro resenhado pode ser encontrado na Biblioteca Municipal de Jales.

Fonte: imagem

image10

Gostou? Não esqueça de curtir e compartilhar:

3 comentários sobre “Resenha: O garoto da casa ao lado

  1. Que livro bacana! Na verdade estou louca para ler mais livros de Meg cabot! Eu amo ela! kkkk

    ps: eu recebi uma solicitação de parceria com seu blog e com as autoras de Desligamento! Gostei muito e fico grata por isso! Será um prazer recebê-las no blog, se não for incomodo, vocês poderiam me mandar uma foto das duas autoras, porque seria bem legal eu colocar um perfil de vocês lá na minha categoria Parcerias. O Banner do blog já está hospedado no blog Submersa de palavras! Beijos, espero contato!

    http://submersadepalavras.wordpress.com/

    1. Oi Thaís, o prazer é nosso por fazer parceria com seu blog! Também já colocamos seu banner na nossa área de parceria.
      É muito legal saber que você também ama a Meg!!! Eu também amo a Meg Cabot e sou consumidora compulsiva de todas as obras dela! Tenho de posta mais resenhas da Meg aqui no blog.
      Beijinhos.

Deixe uma resposta