Resenha: A Princesa de Rosa-Shocking


Livros Estrangeiros / sábado, setembro 14th, 2013

Título: A princesa de rosa-shocking

Autor: Meg Cabot

Sinopse: Em A PRINCESA DE ROSA-SHOCKING, quinto volume da série O Diário da Princesa — que deu origem à superprodução dos Estúdios Disney estrelada por Julie Andrews e Anne Hathaway e um dos lançamentos mais vendidos pela Editora Record —, ela precisa convencer o namorado Michael a vestir um smoking, comprar um belo buquê e alugar uma limusine para o evento. 

Neste livro Mia completa 15 anos e apesar de todos os presentes legais que ela ganha (inclusive o de Gradmère), ela só demonstra interesse pelo baile de formatura do último ano, a turma do seu namorado, Michael.

O problema é que para ir á formatura ela devia ser aluna do último ano ou devia ser par de algum dos alunos. Como ela ainda era uma caloura, precisava que alguém a convidasse… E Michael ainda não havia feito isso!

Tudo piora no jantar de aniversário de Mia, quando Gradmère deixa Rommel, seu poodle despelado, escapar de dentro da bolsa e correr por entre as pessoas no restaurante fazendo com que o auxiliar de garçon, Jangbu, fosse demitido por tropeçar no poodle e derramar sopa sobre ela.

Mia tenta impedir que Jangbu fosse demitido, alegando que a culpa era de sua avó por levar animais em restaurante, o que de fato era proibido. No entanto, nada do que ela disse adiantou para que Gradmère assumisse as responsabilidades e impedisse a demissão do pobre funcionário.

Assim que sua melhor amiga, Lily, fica sabendo do ocorrido, esta resolve organizar uma manifestação em favor dos direitos trabalhistas dos auxiliares de garçon, o que desencadeia em uma greve dos trabalhadores.

Completamente alheia da proporção  que aquilo havia se tornado, Mia resolve dar uma festa para seus amigos em sua casa, onde brincam de “Sete Minutos no Paraíso”, brincadeira que fere os sentimentos de muita gente na história, quer dizer, os sentimentos de Mia e de Bóris.

Por consequência da greve, Gradmère decide se hospedar na casa de Mia devido ao estado inabitável que haviam se tornado os hotéis da cidade (segundo a mesma). Mia teve de ceder seu quarto para que sua avó dormisse nele. Lily  e Bóris rompem o namoro de oito meses. Sua mãe que está no último trimestre da gestação tem de aguentar a companhia indesejável de Gradmère. E o pesadelo de Mia realmente acontece: o baile de formatura do último ano é cancelado.

Nesta altura, a situação estava completamente fora do alcance da princesa, a questão não era mais convencer Michael a ir à um baile cujo ele achava idiota e supérfluo… Agora ela precisa “salvar” o baile o baile do último ano!!!

Acho que Mia está se demonstrou muito superficial e fútil nesses dois últimos livros. Ela que sempre disse não gostar do jeito de Lana e até mesmo já se intitulou “nerd”, ter  como suas principais preocupações seu namorado “super gato” e um baile de formatura? Convenhamos, não é porque ela assiste Guerra nas estrelas e tem uma calcinha da Princesa Amidala que ela é “nerd”. Até porque se ela realmente fosse, ela não teria notas baixas em diversas matérias e nem estaria obcecada por um baile de formatura da escola.

Compreendo que a história representa as preocupações de uma adolescente de 15 anos, mas acontece que Mia está muito chata nesses últimos livros… Escrever 300 páginas sobre ir a uma festa de formatura que nem é dela, acho um pouco obsessivo demais. E realmente me faço a mesma pergunta que Mia: O que o Michael viu nela???

Avaliação:

Gostou? Não esqueça de curtir e compartilhar:

2 Replies to “Resenha: A Princesa de Rosa-Shocking”

    1. Não acredito que você não conhecia! Se não me engano, a coleção tem dez livros (estou bem longe de termina-la…hahaaha).
      Tente ler outros obras dela, você não irá se arrepender!
      Beijos.

Deixe uma resposta