Diário de um banana

Nem sei por onde começar… Acabei de assistir o filme e estou com os olhos cheios de lágrimas. Me emocionei demais com o desfecho desta história.

Lutei muito para assistir o filme, já que há uma série de livros que conta essa história e pude ler o início do primeiro volume tipo, há muito tempo atrás (quando eu ainda estava na sexta ou sétima série. .. Nossa, acabei de sentir o peso da idade na minha costa 🙁 ).

Embora eu tenha relutado, não me aguentei, assisti o filme e não me arrependi! Mas ainda vou comprar a série futuramente.

Deixando de enrolação, o filme conta a história de Greg, um aluno que está iniciando o ensino fundamental e deseja fazer parte do anuário, ser popular e em consequência, respeitado por todos os alunos do colégio. Para isso Greg tinha um plano, e a única coisa que precisava era ser o melhor da turma em alguma coisa…

Mas as coisas não são fáceis quando seu melhor amigo, parece ter esquecido de crescer durante as férias de inverno e inicia o ginásio vestindo-se como uma criança de cinco anos.

E como em todo colégio, os jovens são criativos e espalham história que duram por muuiiiito tempo, transformando-se em verdadeiras lendas vivas, como a que circulava na escola de Greg, “O toque do queijo”, respeitada até pela equipe de limpeza.

Mas o que Greg menos esperava era que o seu melhor amigo, Rowley, o gordinho desajeitado e infantil conseguisse tudo o que ele mais queria, a popularidade.

As coisas vão acontecendo rapidamente e devido um momento de fraqueza, Greg deixa seu amigo responsabilizar-se por uma infração sua. Nesse momento a vida do protagonista começa vira de cabeça para baixo e ele precisa decidir entre arriscar o pouco que resta de sua vida social ou ver seu melhor amigo se tornar vítima do toque do queijo.

O filme é muito interessante e trata sobre uma das questões mais debatidas em filmes adolescente: o bulling. De acordo com a história, podemos notar que este é um hábito comum entre os jovens e que a maioria deles trata aqueles que sofrem disto como se tivesse uma doença contagiosa.

A atitude do protagonista ao fim do filme, foi muito bonita, poucos podem vangloriar-se por ter amigos assim, verdadeiros, daqueles que estendem a mão, quando todos os outros já a esconderam no bolso.

O diário de um banana, vai muito mais além de relatar os sofrimentos cotidianos de jovens estudantes, o filme incentiva os adolescentes a acabarem com isso.

+ Passe o mouse aqui para ver os Spoillers

Gostou? Não esqueça de curtir e compartilhar:

Deixe uma resposta