Resenha: Procura-se um marido

Título: Procura-se um marido
Autora: Carina Rissi
Editora: Verus
Nota: 5/5

Sinopse: Alicia sabe curtir a vida. Já viajou o mundo, é inconsequente, adora uma balada e é louca pelo avô, um rico empresário, dono de um patrimônio incalculável e sua única família. Após a morte do avô, ela vê sua vida ruir com a abertura do testamento. Vô Narciso a excluiu da herança, alegando que a neta não tem maturidade suficiente para assumir seu império — a não ser, é claro, que esteja devidamente casada.

Alicia se recusa a casar, está muito bem solteira e assim pretende permanecer. Então, decide burlar o testamento com um plano maluco e audacioso, colocando um anúncio no jornal em busca de um marido de aluguel.

Diversos candidatos respondem ao anúncio, mas apenas um deles será capaz de fazer o coração de Alicia bater mais rápido, transformando sua vida de maneiras que ela jamais imaginou.

Cheio de humor, aventura, paixão e emoções intensas, Procura-se um marido vai fisgar você até a última linha.

Procura-se um marido é um livro leve e muito divertido. Carina escreve de forma espetacular e consegue envolver o leitor a ponto deste não conseguir largar o livro; sem contar que essa capa é maravilhosa :3

Alicia é uma menina-mulher de 24 anos e super irresponsável, do tipo que falta do emprego e vai pras baladas durante a semana, isso sem contar as vezes em que foi presa em outros países; mas seu avô sempre está pronto para socorre-la e auxiliá-la da melhor forma possível, ao mesmo tempo que tenta colocar um pouco de juízo na cabecinha oca da filha/neta.

Alicia leva uma vida perfeita, não precisa se preocupar com suas despesas, já que seu avô é dono de uma fortuna imensurável, e nem em economizar; vive sua vida ao extremo, mas tudo isso está para mudar…

Seu Narciso, avô de Alicia, tem sua vida ceifada por causa de um aneurisma e deixa Alicia sozinha no mundo, já que ele era sua única família. Além de sofrer muito por causa da morte do avô, Alicia terá que enfrentar as consequências do testamento, que a deserda da herança enquanto ela não estiver casada há pelo menos um ano.

Alicia não suporta a ideia de casamento e fica P. da vida com seu Narciso, já que terá a supervisão diária do Clóvis, advogado da família, que ficou como curador de toda sua fortuna. Além disso, ela terá que sobreviver com seu próprio dinheiro e portanto tem uma vaga vitalícia em uma das empresas do seu avô, a L&L cosméticos.

Ter aquele indivíduo esquisito vivendo na sua casa, mexendo nas coisas de seu avô, e querendo lhe dizer o que fazer a incomoda tanto que ela resolve abandonar a mansão onde vivia e buscar auxílio com sua amiga Mari.

A amizade entre as duas é verdadeira; as duas estão sempre juntas e sabem que podem contar uma com a outra, independente dos perigos que possam enfrentar; uma amizade que qualquer pessoa gostaria de ter e que foi iniciada logo na infância, quando Mari salvou Alicia de ser atacada por um mostro horrível: uma lagarta.

Alicia odeia ter que trabalhar, ainda mais naquela empresa onde os funcionários a tratam como inseto, tendendo a ignorá-la e maltratá-la sempre que podem, já que ela é a irresponsável que conseguiu ser deserdada pelo avô, a princesa que virou gata-borralheira. Além disso, ela tem que sobreviver com o mísero salário, pagar suas exorbitantes faturas de cartão e abastecer seu lindo cupê, ser pobre não está dando certo para ela…

Em busca de resgatar sua fortuna e dar um basta em seu emprego assalariado, Alicia tem uma ideia super louca e coloca um anúncio no jornal, procurando um marido de aluguel por curta temporada.

“Procura-se um marido para curta temporada. Homem entre 21 e 35 anos, que tenha imóvel próprio e emprego estável, disponível para matrimônio. Boa aparência não é exigida. Apresentação de antecedentes criminais obrigatória. Casamento de aparência. Sexo está excluído do acordo. Paga-se bem no término do contrato. […] Página 76”

 

Vários candidatos a procuram, mas nem um deles é bom o suficiente para ocupar a vaga, até que ela encontra com Max, que também trabalha na L&L e vivem trocando farpas um com o outro. Apesar de Max ser um gato, ele é muito irritante e eles não se dão bem, mas por falta de opção, e pela ameaça de ser presa por falta de dinheiro, ela resolve aceitar, e logo eles estão casados.

Max começa a ser super gentil e eles começam a se entender, e a medida que Alicia vai descobrindo que Max não é exatamente o cara grosseiro que ela imaginou, um sentimento forte começa tomar conta dela, e agora? O que fazer quando se está apaixonada por seu marido?

Só que as coisas não estão fáceis para a ex-princesa, já que ela terá que fazer todos acreditarem que seu casamento é verdadeiro, e aturar Clóvis, que desconfia do casamento e lhe pressiona para abandonar o Max e proteger a carreira do rapaz, já que ele estará em sérios problemas se a verdade for exposta.

Pobre Alicia, só ela mesma para entrar num enrascada dessas… Leia o livro para descobrir o desfecho dessa história super divertida 🙂

Como a resenha ficou grandinha, vou fazer um post só para os quotes do livro 😀 Aguardem…

beijos e até mais!

Gostou? Demonstre gratidão:

3 comentários sobre “Resenha: Procura-se um marido

  1. Muiito legaal a resenha 😀
    O livro parece ser super divertido e engraçado 🙂 (nossa, ela colocou até anuncio no jornal, hehe)
    Parece ter várias situações engraçadas e algumas bem tensas, mas td bem equilibrado 🙂
    Vou aguardar o post com as quotes xD

    1. sim, até nas situações tensas o bom humor e a escrita cativante da Carina predomina, tornando o livro bem levinho 🙂
      Ah! O post dos quotes sai semana que vem.
      bjs

Deixe uma resposta