Resenha: O Projeto Rosie


Livros Estrangeiros / quarta-feira, novembro 19th, 2014

Título: O Projeto Rosie

Autor: Graeme Simsion

Editora: Record

Páginas: 320

Ano: 2013

Nota: 4/5

Sinopse: Para se ter a vida de Don Tillman, não é preciso muito esforço. Às terças-feiras come-se lagosta com salada de wasabi (seguindo um roteiro com refeições padronizadas que evitam o desperdício de ingredientes e de tempo no preparo); todos os compromissos são executados de acordo com o cronograma – alguns minutos reservados para a prática do aikido e do caratê antes de dormir; uma hora para limpar o banheiro; três dias da semana reservados para suas idas à feira – e se, apesar dessa programação, algum desagradável contratempo surgir em sua rotina, não há nada que não possa ser solucionado com meia hora de pesquisa científica.

Exceto as mulheres.Até o momento, a única coisa não esclarecida pelos estudos no campo de atuação de Don, a genética, é o motivo para sua incapacidade de arrumar uma esposa. Uma namorada ao menos? Ou até mesmo uma amiga para somar ao seleto grupo de amigos de Don, formado por Gene, também professor na universidade, e a mulher dele, Claudia, psicóloga e esposa muito compreensiva.Para solucionar esse problema do modo mais eficaz, Don desenvolve o Projeto Esposa, um questionário meticuloso que irá ajudá-lo a filtrar candidatas inadequadas a seu estilo de vida: fumantes JAMAIS, e mulheres que se atrasam por mais de cinco minutos ou que usam muita maquiagem estão fora dos critérios pouco flexíveis que o levarão à mulher ideal.O único problema é que um questionário desse tipo exige tempo e dedicação, duas coisas que começaram a diminuir exponencialmente no cotidiano de Don desde que ele conheceu Rosie: fumante, vegetariana e incapaz de chegar na hora marcada. Ou esse era o único problema até Rosie entrar na vida de Don e – despretensiosamente, uma vez que ela nunca se candidatou ao Projeto Esposa – mostrá-lo que a mulher ideal não existe, mas o amor, sim.

Fiquei super empolgada para ler este livro na época de seu lançamento e agora que tive a oportunidade, preciso dizer que a história é maravilhosamente surpreendente!

Don Tillman é um personagem bem curioso. Um cientista que possui dificuldades para se relacionar socialmente, cheio de regras, programações e organizações exageradas, que tem tudo planejado para cada acontecimento de sua vida.

Por ser incapaz de conquistar uma parceira da maneira convencional, Don dá início ao Projeto Esposa, espalhando seus questionários nas ruas e disponibilizando na internet para que possa encontrar a esposa perfeita para ele. Aproveitando desse Projeto um tanto quando inusitado, seu amigo Gene, decide pregar-lhe uma peça apresentando-lhe Rosie, uma jovem que é totalmente o oposto de Don.

Embora grande parte da história siga monótona, com as peculiaridades de Don Tillman e muitos termos cientificos utilizados por ele, a trama fica mais interessante com a viagem para Nova York e a busca ilegal pelas amostras de DNA dos possíveis pais de Rosie.

Gene e sua esposa Claudia, apesar de serem um casal fora do comum se tornam personagens carismáticos, fáceis de apegar. Outros personagens também surgem na trama como Phill, Daphne, os familiares de Don, outros membros da universidade; todos eles com histórias interessantes.

Logo no início do livro, Don realiza uma palestra sobre a Síndrome de Asperge e segundo ele, empresas contratam pessoas com tal síndrome para testar aplicativos. Achei essa informação muito interessante e resolvi pesquisar para descobrir se a informação era real ou apenas uma criação da mente brilhante do autor; a informação é verossímil, então se também ficou interessado de uma olhada AQUI.

Outras informações curiosas surgem ao longo do livro como o drink Anal Probe, cujo o qual eu não encontrei nada relacionado com bebidas ao digitar no google. Aliás, não sei o que é mais bizarro… O autor criar um drink fictício com esse nome ou eu pesquisar no google para saber se existe mesmo um drink bizarro com esse nome bizarro. Ta tudo muito bizarro esse paragrafo… Então vamos para o próximo que é melhor.

A história termina muito emocionante e romântica e eu quase chorei nas ultimas páginas. As únicas falhas que eu achei foram a palavra “abril” em um trecho onde nitidamente o contexto era “abrir” e a explicação fajuta da mãe de Rosie (uma médica) e Gene (um psicologo) desconhecerem como determinar a genética através da cor dos olhos, coisa que aprendemos durante a escola, ainda no ensino fundamental.

Em geral é uma história que eu recomendo mas se ainda não ficou convencido dá uma conferida no booktrailer:

Gostou? Não esqueça de curtir e compartilhar:

2 Replies to “Resenha: O Projeto Rosie”

  1. Este livro está na minha wishlist há muito tempo. Na verdade, eu até comprei ele, mas rolou um acidente aquático no meu quarto e ele acabou estragando 🙁 De qualquer forma, vou comprá-lo de novo porque, além de estar sempre barato, muita gente o elogia e diz que é subestimado 🙂

    Beijos

    1. Caramba Nádia! Que pena, hein?!
      Sorte que o livro não é tão caro mesmo… Mas assim que puder, readquira sim. Vale muito a pena, a história é bem surpreendente 😀
      Beijos :*

Deixe uma resposta