Resenha: Estilhaça-me

Título: Estilhaça-me – Livro 1
Autor(a): Tahereh Mafi
Editora: Novo Conceito
Nota: 5/5 ♥

Sinopse: Juliette não toca alguém a exatamente 264 dias. A última vez que ela o fez, que foi por acidente, foi presa por assassinato. Ninguém sabe por que o toque de Juliette é fatal. Enquanto ela não fere ninguém, ninguém realmente se importa. O mundo está ocupado demais se desmoronando para se importar com uma menina de 17 anos de idade. Doenças estão acabando com a população, a comida é difícil de encontrar, os pássaros não voam mais, e as nuvens são da cor errada. O Restabelecimento disse que seu caminho era a única maneira de consertar as coisas, então eles jogaram Juliette em uma célula. Agora muitas pessoas estão mortas, os sobreviventes estão sussurrando guerra – e o Restabelecimento mudou sua mente. Talvez Juliette é mais do que uma alma torturada de pelúcia em um corpo venenoso. Talvez ela seja exatamente o que precisamos agora. Juliette tem que fazer uma escolha: ser uma arma. Ou ser um guerreiro.

Pensa num livro bom…. esse é um deles. Escrito em primeira pessoa, pela visão da personagem Juliette, tem uma escrita super fluída e a narração é toda poética, uma das partes que mais gostei 🙂

Essa capa (a de cima) é bonitinha, mas não acho que tenha combinado com a história, por isso o livro ganhou uma 2º edição com capa diferente e para os leitores não ficarem com a coleção desigual a editora Novo Conceito disponibilizou jackets gratuitamente (imagem lado direito), dois dois primeiros livros da trilogia, para quem pedisse via cadastro no site. Apesar de ainda não ter os livros eu me inscrevi e consegui receber essas lindas jackets na minha casa; agora depois de lê-lo via e-book pretendo comprá-lo para fazer parte da minha coleçãozinha, ainda bem que pedi as jackets 😛

Olha só que lindeza essas jackets!!! Amei essas novas capinhas <3

 

Juliette tem 17 anos e não é uma adolescente normal, ela é capaz de provocar dor ou até mesmo matar quem ousar tocá-la, mesmo que seja um acidente. Por muito tempo ela viveu excluída da humanidade; na escola os alunos a tratavam super mal, em casa seus pais a consideravam um monstro e não sua filha; até que um dia ela acaba acidentalmente matando uma pessoa e é presa, e isso foi há três anos. Agora, ela está presa em um quarto isolado há 264 dias, num manicômio, onde não tem nenhum contato com outros humanos, vive uma vida miserável, onde seu único ponto de escape é ver os dias passarem através de uma minúscula janela, e sonha continuamente com um pássaro que pode voar, como antigamente, até que um dia Adam entra em sua vida, como colega de quarto, e as coisas começam a mudar por lá…

Às vezes penso que a solidão dentro de mim explodirá pela pele e, às vezes, não tenho certeza se horar ou gritar ou rir de histeria resolverá alguma coisa. Às vezes estou tão desesperada por tocar, por ser tocada, por sentir, que tenho quase certeza de que vou cair de um penhasco em um universo alternativo no qual ninguém, nunca, será capaz de me encontrar.

O mundo não é mais como conhecemos; depois de muito consumismo e esgotamento do meio ambiente o mundo ficou louco, os pássaros não voam mais, o clima está revoltado e imprevisível, há catástrofes naturais que destruíram casas e cidades e o sol cada dia parece estar mais baixo; não há alimentos suficientes para a população e muitos morreram de fome e vítimas de doenças, até que uma organização intitulada Restabelecimento disse que havia uma maneira de consertar as coisas, uma maneira de sobreviverem….. todos acreditaram até estarem sendo controlados pelo Restabelecimento e ser tarde demais para fazerem algo a respeito…. tarde demais para recuperarem a liberdade.

Queria poder rechear a boca de gotas de chuva e encher os bolsos de neve. Queria poder traçar as veias de uma folha caída e sentir o vento beliscar o nariz.

O mundo foi dividido em milhares de setores e cada um tem um comandante; Warner é o jovem que comanda o setor onde Juliette mora e por sinal está muito interessado nela, interessado em usar seus dons em nome do Restabelecimento para conter as atividades rebeldes, para isso ele a resgata  da miserável vida do manicômio e lhe obriga a usar vestidos bonitos e a treinar seus poderes, mesmo contra sua vontade em machucar alguém; agora ela será uma arma, uma arma letal.

Eles pensam que sou uma boneca que eles podem vestir e retorcer em posição prostrada. Mas eles estão errados.

Juliette está sozinha há tanto tempo, nunca teve amigos e nem mesmo o amor de seus pais, mas agora ela tem Adam e já não está tão sozinha… e cada dia que passa fica mais apaixonada por ele, só que tem Warner também, o comandante, que fará de tudo para tê-la só para ele…. e ai o que acham que vai acontecer com Juliette?

Dezessete anos passei desejando que minha maldição terminasse, mas neste momento estou mais desesperada do que nunca por tê-la de volta.

Uma distopia muito incrível, adorei, e até gostei do Warner, mesmo ele sendo um personagem do tipo vilão, mas a trilogia só está começando e acho que teremos grandes surpresas em relação a ele, sem falar que estou louca para conhecer mais sobre os dons de Juliette, já que tivemos poucas revelações sobre isso. Recomendadíssimo para todos os fãs de romance e distopia 😀

E ai? Gostaram??

 beijos e até breve!!

Gostou? Não esqueça de curtir e compartilhar:

4 comentários sobre “Resenha: Estilhaça-me

  1. Gosteei demais
    Me interessei ela história e tb gostei bastante das jackets 😀
    Confesso que sou fã de distopia, até estou lendo um livro do tipo agora, mas nem sabia o que distopia significa hehehe

    1. Esse livro é mesmo muito legal, com essa proposta diferente que dá pra imaginar mil coisas. Também sou fã de distopias e já que você gostou da história adiciona na sua lista de leitura 🙂
      bjs

  2. Eu tinha tantas expectativas pra ler esse livro, mas me decepcionei 🙁 Apesar de amar distopias, essa não me cativou e já desencanei de completar a leitura da trilogia.

    Beijos

Deixe uma resposta