Resenha: As Crônicas de Spiderwick – Livro 1: O Guia de Campo


Livros Estrangeiros / terça-feira, dezembro 2nd, 2014

Título: As Crônicas de Spiderwick – Livro 1: O Guia de Campo
Autores: Tomy DiTerlizzi e Holly Black
Editora: Rocco
Nota:
5/5 <3

Sinopse: Fadas, duendes, gnomos e seres fantásticos, podem estar do seu lado agora mesmo, então fique alerta! Há muito mais nesse mundo do que os olhos podem ver. Para divulgar essa informação, os irmãos Grace pediram que Holly Black e Tony DiTerlizzi transformassem a sua história em uma série de cinco livros. Tudo começa com a mudança para a casa na propriedade de Spiderwick. Desde então, a vida de Jared, Simon e Mallory Grace não tem sido fácil. O pai não mora mais com eles, Jared tem vivido confusões na escola e fatos assustadores estão ocorrendo. Jared decide explorar a velha casa. Logo descobre uma biblioteca secreta e um grande tesouro – O Guia de Campo de Artur Spiderwick para o mundo fantástico. O livro é um guia para aprender a lidar com os seres fantásticos, contém todas as informações sobre a vida, a aparência e hábitos dessas perigosas criaturas. A partir desse momento, a vida das crianças, toma um rumo inesperado e elas vivem aventuras emocionantes em um mundo paralelo, atiçando a ira de goblins, gnomos e duendes.

O guia de campo é o primeiro de cinco livros da série As Crônicas de Spiderwick, uma coleção infantil de literatura fantástica. Escrito em 3º pessoa o livro acompanha a trajetória da família Grace — composta pelos irmãos gêmeos Jared e Simon de 9 anos, Mallory a irmã mais velha de 13 anos e a mãe deles — quando se mudam para a casa da tia-avó Lucy, uma casa velha que está praticamente ‘caindo aos pedaços’, já que o pai deles foi embora e a família não tinha outro lugar para ficar.

Assim que entra na nova casa Jared escuta barulhos vindo de dentro da parede, e logo os irmãos se juntam para pegar o esquilo que está os incomodando, pelo menos é o que eles pensam ser no início. Coisas estranhas começam a acontecer na casa e Jared é responsabilizado por isso, pela sua mãe, por isso o garoto começa a colher algumas pistas para descobrir o que é que os perturba, chegando a encontrar um livro de campo que ensina a reconhecer e diferenciar criaturas mágicas.

Apesar de ser um livro destinado ao público infantil eu adorei; a história é fantástica e a escrita ao mesmo tempo que é simples é muito inteligente, sem falar que os escritores foram brilhantes na ideia desse livro. Holly e Tomy fizeram uma introdução tão verídica que dá até para acreditar que aconteceu mesmo, deixa eu explicar melhor…. Antes de começar a história eles narram como conheceram os irmãos Grace e como tiveram contato com o guia de campo, por isso resolveram contar a história das crianças no livro e é por isso que me apaixonei pela história antes mesmo de começar a lê-la.

Muitos de vocês, assim  como eu, devem ter assistido a adaptação dos livros, ou melhor dizendo, eles juntaram os cinco volumes da série e fizeram um único filme que acabou ficando bem legal, mas depois que terminar de ler a série vou assistir o filme de novo para ver ser foram fiéis a história.

Um detalhe muito interessante é que o Guia de Campo realmente existe; os escritores foram tão geniais que fizeram o tal livro, como vocês poderão acompanhar nas imagens abaixo, enquanto Tomy desenhou as criaturas Holly escreveu as descrições a mão, o que deixou o livro com cara de ‘livro de verdade’, e como vocês já devem ter imaginado eu PRECISO de um desses, infelizmente ele não foi lançado no Brasil, mas pode ser adquirido na Saraiva por aproximadamente R$ 70 reais, é um pouco carinho sim, mas vale muito a pena, pretendo comprá-lo e treinar meu inglês 😀

Para finalizar recomendo esse lindo livro para todas as pessoas, independentemente da idade (até porque não é feio marmanjos ler livros infantis) <3

*Clique nas imagens para aumentá-las

beijinhos e até mais!!

Gostou? Não esqueça de curtir e compartilhar:

One Reply to “Resenha: As Crônicas de Spiderwick – Livro 1: O Guia de Campo”

  1. Também gostei muito desses livros! Eu até achei que era de verdade. só que estou precisando do livro 5 para acabar com todos. Adorei a resenha!

Deixe uma resposta