Resenha: O Filho de Sobek

Título: O Filho de Sobek
Autor(a): Rick Riordan
Editora: Intrínseca
Nota: 4/5

Sinopse: Percy Jackson encontra Carter Kane em mais uma eletrizante aventura do autor best-seller Rick Riordan. Ao investigar os ataques de um crocodilo imenso contra pégasos em Long Island, o grande herói do Olimpo conhece o líder da casa do Brooklyn, que também está no rastro da fera. Os dois se juntam para combater o terrível filho de Sobek, mas as dúvidas são muitas: por que há um monstro egípcio atacando mitos gregos? Será que a união de forças dos dois heróis será suficiente para derrotar a fera? E a mais importante: quem estaria por trás desse terrível evento?

O Filho de Sobek é um conto onde Rick reuniu dois mundos: O mundo de Percy Jackson e os Olimpianos e o mundo de As Crônicas dos Kane; confesso que criei muita expectativa nesse conto, ficava imaginando como se daria esse encontro e como os personagens se entenderiam, e no fim não me decepcionei, mas esperava um pouco mais dele.

Nesse livro Riordan escolheu os personagens Percy Jackson e Carter Kane para fazer parte da trama principal, deixando a narração em 1º pessoa pelo ponto de vista de Carter; fiquei esperando que os capítulos fossem intercalados pela narração dos dois personagens, mas não ocorreu, também senti muita falta da Sadie e de suas palhaçadas.

Quando um mostro começa a incomodar os moradores em Long Island Carter resolve pesquisar e resolver seja lá o que esteja acontecendo, só que ele não imaginava encontrar um garoto esquisito, que não parece nada mortal, que aparece do nada e o salva em um momento de apuro, quando ele tinha sido engolido pelo mostro que pesquisava que se revelou ser um baita crocodilo. Já deu para perceber que esse garoto esquisito é o Percy né? No começo eles acabam se desentendendo por um pequeno incidente, mas logo percebem que precisam reunir suas forças para destruir o mostrengo e juntos eles viverão uma pequena aventura.

Rick manteve o seu padrão com narração divertida mas sem misturar muito as mitologias grega e egípcia, deixando um clima de perigo no ar e uma promessa de se encontrarem novamente para uma nova aventura. Gostei e recomendo para todos os fãs de Rick e das séries de livros do Percy e dos irmãos Carter 🙂

Confira alguns quotes do livro 😉

Imagine ser empacotado à vácuo de cabeça para baixo dentro de um gigantesco e viscoso saco de livro. Estar na barriga do mostro era assim, só que mais quente e fedorento.

Finalmente ele sacudiu a cabeça. — Eu desisto. Filho de Ares? Você tem que ser um meio-sangue, mas o que aconteceu com sua espada? Está toda dobrada.

Eu tinha enfrentado os piores Deuses egípcios. Eu entrei no fundo do Duat e caminhei pela terra de demônios. Eu estive nas próprias margens do oceano do caos. E eu não iria recuar para um lagarto super crescido.

Foi a minha vez de ficar chocado. Alguns momentos atrás, eu tinha decidido que Percy não era mágico. No entanto, eu nunca tinha visto um mágico que podia controlar tanta água.

beijos e até mais!!

 

Gostou? Não esqueça de curtir e compartilhar:

2 comentários sobre “Resenha: O Filho de Sobek

Deixe uma resposta