Livro | Mentirosos


Livros Estrangeiros / terça-feira, julho 3rd, 2018

Sinopse: Na família Sinclair, ninguém é carente, criminoso, viciado ou fracassado. Mas talvez isso seja mentira. Os Sinclair são uma família rica e renomada, que se recusa a admitir que está em decadência e se agarra a todo custo às tradições. Assim, todo ano eles passam as férias de verão numa ilha particular. Cadence — neta primogênita e principal herdeira —, seus primos Johnny e Mirren e o amigo Gat são inseparáveis desde pequenos, e juntos formam um grupo chamado Mentirosos. Cadence admira Gat por suas convicções políticas e, conforme os anos passam, a amizade com aquele garoto intenso evolui para algo mais. Mas tudo desmorona durante o verão de seus quinze anos, quando Cadence sofre um estranho acidente. Ela passa os próximos dois anos em um período conturbado, com amnésia, depressão, fortes dores de cabeça e muitos analgésicos. Toda a família a trata com extremo cuidado e se recusa a dar mais detalhes sobre o ocorrido… até que Cadence finalmente volta à ilha para juntar as lembranças do que realmente aconteceu. 
Mentirosos é um suspense moderno e sofisticado, impossível de largar até que todos seus mistérios sejam desvendados. Ao mesmo tempo, a prosa lírica e o estilo seco e denso o fará mergulhar de cabeça no mundo dos Sinclair e nas crescentes angústias de Cadence — para então vir à tona completamente impactado. 

Autor:  E. Lockhart Tradutor:  Flávia Souto Maior Páginas: 272 Editora: Seguinte Ano: 2014

Mentirosos é um livro escrito em primeira pessoa, narrado em flashbacks sob o ponto de vista da protagonista Cadence, a principal herdeira da sofisticada família Sinclair. Apesar de sua temática não ser nada inédita a premissa do livro é bem interessante e atemporal…  A família rica e renomada que se recusa a todo custo admitir a falência, jovens vivendo sob pressão familiar para serem (ou pelo menos parecerem) perfeitos a todo instante e as complicações que a ganância pode causar nas famílias.

O grande diferencial do livro é o mistério acerca do acidente ocorrido com Cadence na ilha da família Sirclair… Todos os familiares dela evitam falar sobre a situação e até mesmo seus primos, que eram bem próximos, deixam de responder seus e-mails e atender suas ligações. Sozinha ela tenta reconstruir as memórias do acidente, criando um suspense enorme para uma resolução que não me agradou muito.

Algumas partes da obra são escritas com maestria enquanto outras parecem mesmo os relatos de uma adolescente de quinze anos, imagino que a autora quis fazer algo diferente, ousado e poético mas achei isso irritante. No fim não consegui sentir nada por nenhum dos personagens e estava mais curiosa sobre os conflitos entre as tias de Cadence do que por ela e seus primos.

Deixe uma resposta